Um restaurante orgânico seria, a princípio, um lugar cuja captação de clientes baseia-se em uma oferta feita com produtos naturais, de agricultura orgânica certificada, livre de conservantes e produtos químicos. No entanto, podemos dizer que o que mais valorizam os clientes que preferem esta forma de consumo mais saudável é que, além de servir comida orgânica, o restaurante tenha uma filosofia natural e sustentável de forma integral. Uma tendência que ajuda a ganhar clientes nos dias atuais e a dar um passo à frente para o que está por vir no ramo de restaurantes.

TheFork Os restaurantes orgânicos e a captação de clientes saudáveisEsens’ALL é um estilo de vida dedicado ao prazer e à cultura, por meio de vários produtos que a natureza nos oferece todos os dias”.  Isto é afirmado no site do restaurante orgânico  Esens’ALL, em Paris, por exemplo, e é bastante comum encontrar este tipo de manifestações na maioria dos restaurantes orgânicos.

Cuidar do corpo e também do planeta, é a premissa, e para ela realmente funcione, o ideal é que isso seja evidenciado em todos os cantos do restaurante, desde a comida, a decoração, os acessórios, os processos de produção, a equipe etc. Se o seu negócio segue esta tendência, continue lendo e certifique-se de seguir valores como estes:

Transparência

TheFork Os restaurantes orgânicos e a captação de clientes saudáveisUm restaurante orgânico de fato deve garantir que sua oferta seja ecologicamente correta, para que os clientes se sintam confiantes . Nesse sentido, é essencial informar a todo momento, por meio da comunicação em mídia digital , publicidade e cardápio, que os produtos utilizados são de origem orgânica e que cumprem os regulamentos em sua área geográfica. Colocar o logotipo que o endossa é uma maneira direta e eficaz.

Basicamente, os clientes que escolhem esse tipo de restaurante querem ter certeza de que a comida vem de uma região artesanal e que não serão enganados com receitas a meio caminho entre o ecológico e o industrial. Querem transparência e clareza. Os restaurantes que fazem isso ganham mais seguidores.

Mesmo que haja receitas que, pela natureza do produto, não correspondam a essas diretrizes orgânicas, também será uma vantagem indicar a sua origem. Se houver uma sobremesa no cardápio feita com alguma fruta que não seja da região, como o papaia em alguns países europeus, por exemplo, é importante dizer.

Gastronomia saudável e cuidadosa

Para os consumidores ecológicos, um grande sinal de que a comida é proveniente de regiões próximas é que o cardápio ou os menus mudam de acordo com os produtos disponíveis a poucos quilômetros. A ideia de “comer de acordo com o que a natureza fornece”. Esta oferta espontânea pode ser combinada com deliciosos pratos fixos feitos com ingredientes disponíveis durante todo o ano, para fazer com que os clientes voltem duas vezes.

Nesse sentido, a ideia é que na cozinha sejam preparadas receitas baseadas principalmente em produtos cuja contribuição nutricional seja de qualidade:

  • Vegetais, hortaliças e frutas frescas.
  • Óleos (de amêndoa, de coco, azeite de oliva etc.) extra virgem.
  • Legumes cultivados de forma orgânica.
  • Água filtrada, não engarrafada.
  • Adoçantes naturais, como melaço de arroz ou de frutas, stevia, mel bruto etc.
  • Sal marinho não refinado.
  • Farinhas não processadas.
  • Ovos de granja.
  • Queijos, leites e embutidos orgânicos.
  • Carnes (de aves, vaca, porco, cordeiro) de animais que pastam no campo e que sejam cuidados de maneira respeitosa.
  • Peixes frescos.

O restaurante A Tulla, em Santiago de Compostela, na Espanha, serve a tendência orgânica há mais de 20 anos. Seu proprietário, um pescador de profissão, manteve a tradição de cozinhar com legumes e verduras de hortas próximas e, claro, serve peixe fresco e frutos do mar. Seguir essa filosofia empresarial o tornou uma referência entre os clientes saudáveis, turistas, clientes eventuais e pessoas que vivem na região.

Variedade e criatividade

Comer de forma saudável também pode ser prazeroso e divertido, então, um outro fator altamente valorizado é que o restaurante seja criativo e variado em sua oferta e que a experiência seja tão memorável como em um restaurante “convencional “.

Cozinhar com produtos orgânicos já é uma garantia de qualidade e de sabores puros e intensos. O valor agregado ou o diferenciador deste tipo de restaurante seria então a originalidade que os caracteriza, criando receitas que podem agradar a todos e fazendo com que os clientes repitam.

Na cadeia de restaurantes orgânicos SLA, na Holanda, é aplicada essa estratégia, pois contam com mais 10 tipos de saladas, que variam a cada 3 meses de acordo com os produtos sazonais. Elas são servidos em tigelas e feitas com ingredientes que misturam texturas, sabores e cores. O local também tem opções vegetarianas, veganas e sem glúten.

Coerência total

Ter uma produção própria (hortas, cervejas de vinho e artesanais), processos sustentáveis e, naturalmente, estar localizado em um entorno natural, é a cereja no topo do bolo para um restaurante orgânico se destacar da concorrência, pois representa uma imagem de coerência total com a filosofia que prega.

Um exemplo de todas estas características é o restaurante Azurmendi, no País Basco, do reconhecido chef Eneko Atxa. Um restaurante localizado em uma colina com vinhedos e hortas próprias, de donde vêm os seus ingredientes. É um edifício composto principalmente de vidro, como uma estufa, e que reúne a água da chuva e a luz solar para o seu funcionamento.

Se o seu restaurante segue esta tendência, certifique-se de que a decoração transmita uma imagem natural (com plantas e muito verde) e que os móveis e a decoração sejam feitos de materiais orgânicos, como madeira, argila, cortiça e pedra. Também será muito valorizado que o restaurante aplique técnicas de reciclagem e de trashcooking e que participe de eventos de responsabilidade social.

TheFork Os restaurantes orgânicos e a captação de clientes saudáveis

E para que a sua captação de clientes deste tipo cresça cada vez mais, não esqueça de adicionar o rótulo “orgânico” no perfil do seu restaurante no TheFork. Ainda não tem um? Clique aqui para anunciar o seu restaurante na nossa plataforma o quanto antes.

Quem apostaria que uma gastronomia 100% orgânica se tornaria um modelo de negócio bem sucedido em escala mundial? Hoje e especialmente no futuro, tudo parece indicar que é e continuará sendo uma forma segura de encher as suas mesas de forma estável. A saúde e a gastronomia andam juntas? Claro que sim!