O setor de restaurantes moderno de A a Z (parte 2)

#gestão de restaurantes

Em nosso afán por oferecer aos empresários do ramo de restaurantes conteúdo atualizado sobre a gestão de restaurantes, preparamos a segunda parte de um dicionário com los termos que estão na boca e na cozinha dos restaurantes a nível global. Em um primeiro artigo, falamos dos conceitos essenciais da letra A à letra I, você pode ler clicando aqui. Agora, continuaremos a lista.

Que comece a festa!

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

KM0

Refere-se aos produtos da região, de quilômetro 0, que são tão demandados hoje pelos clientes que querem cuidar da saúde quando comem em restaurantes. Ingredientes frescos e da estação, de produtores locais, livres de processos industriais, cujo consumo é mais sustentável, já que necessitam de pouca quilometragem de transporte, o que garante um tratamento melhor ao meio ambiente. Os restaurantes que seguem la tendência saudável e orgânica seguramente têm este termo em seu cardápio.

Kale

Outra palavra que também começa a se repetir em menus, cardápios e hashtags é Kale, um vegetal que virou “moda” graças às suas propriedades nutricionais. Um tipo de couve ou repolho, que é usado principalmente em saladas ou em ensopados. Dizem que tem mais ferro do que carne de vaca e um alto teor de cálcio, portanto, teve um “boom” nos Estados Unidos que logo se espalhou para outras partes do globo. É muito versátil e chamativo, graças à sua forma e às texturas. Se incluí-lo em suas receitas, os seus clientes com certeza agradecerão.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Millenials

E falando de clientes que agradecerão os pratos com Kale, os millenials seriam alguns deles. Um perfil de clientes com hábitos de consumo que mudaram a dinâmica das indústrias, especialmente a do ramo de restauração. Assim são chamados os nascidos nos anos 1980, e esses são os clientes que, mais que consumir produtos, buscam viver experiências. Nesse sentido, são mais exigentes quando comem em restaurantes e gostam de experimentar coisas novas e diferentes. Adoram as misturas de cores e sabores. No TheFork , por exemplo, adaptamos nossos serviços a esses usuários e criamos o Insider, uma seleção de restaurantes da moda, gourmet e criativos, para ajudar nossos clientes millennials a encontrarem o restaurante que melhor se adeque às suas expectativas. Clique aqui para destacar o seu restaurante no Insider.

Mocktails

Se um cliente pede um mocktail, significa que, apesar de não beber álcool, quer desfrutar de um bom coquetel. Mocktails são as versões mais atuais dos cocktails tradicionais, mas sem álcool. O nome vem do termo em inglês “mock” (simulação) e tail, de “cocktail”. Os millennials são alguns dos clientes que pedirão essas bebidas, além daqueles que procuram cuidar de si por dentro e por fora. Tenha uma lista de mocktails em seu cardápio de bebidas para não ficar para trás.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Nikkei

Esta palavra se refere à fusão das cozinhas peruana e japonesa, originária da imigração de japoneses para o Peru no início do século XX. O interessante é que o resultado foi tão refinado e mestiço, que se tornou um dos estilos culinários de mais destaque na cena gastronômica mundial. O Nikkei se baseia, por exemplo, em receitas que combinam peixe cru, tempura, cereais, como quinoa, e decorações com pimentas e limão. Há cada vez mais chefs que incluem pratos Nikkei em seus cardápios e, claro, mais clientes que os saboreiam.

No Show

Embora seja um termo que já seja usado há bastante tempo em restaurantes, hoje é particularmente relevante, já que os empresários do ramo querem garantir que as mesas fiquem cheias na maior parte do tempo, e, para evitar que os clientes façam “No show”, que é basicamente quando um cliente que confirmou uma reserva não aparece e não avisa, deixando esta mesa vazia, com todas as consequências que isso implica para a gestão do restaurante. Felizmente, a tecnologia nos ajuda e, no TheFork, contamos com várias ferramentas para reduzir ao máximo o risco de que isso aconteça. Clique aqui para tê-las em seu negócio.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Overbooking

Overbooking é o oposto de um no show, e ocorre quando o restaurante, tendo já a sua ocupação completa, recebe mais clientes do que o esperado, com todas as consequências que isso também implica. Nas áreas muito ocupadas e turísticas, o overbooking pode ser um problema recorrente, então, os restaurantes que o vivem devem aplicar estratégias para não receber mais clientes do que podem atender e, ao mesmo tempo, não perder esses clientes extras. Se é o seu caso, também temos ferramentas para ajudá-lo a lidar com isso. Clique aqui.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Pop up

É o termo usado para designar aqueles restaurantes de natureza efêmera, que abrem suas portas durante uma temporada ou um serviço pontual e que geralmente oferecem comida criativa e autoral. São cada vez mais frequentes na Europa e muito bem-sucedidos, já que propõem um espaço gastronômico variado aos clientes, com data de validade, o que cria uma certa necessidade de consumo e também uma oportunidade para que chefs e cozinheiros de diferentes origens possam colocar à prova suas criações em diferentes partes do mundo.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Raw

A palavra em inglês “Raw”, cuja tradução é cru, representa, a princípio, um estilo de vida, derivado da tendência do consumo saudável, em que os clientes preferem alimentos crus e não processados , para aproveitarem ao máximo os seus nutrientes. Uma tendência que também chegou aos restaurantes, onde proliferam os pratos com ingredientes crus ou cozidos a temperaturas inferiores a 45 graus, a fim de conservar o seu fornecimento energético e de favorecer a digestão. Também são chamados de comida viva.

Revenue management

Este é um termo que vem se tornando imprescindível na gestão de restaurantes. É um processo que busca obter o lucro máximo de casa assento por serviço e por hora. A ideia é definir o lugar correto a cada cliente, bem como a duração correta da ocupação das mesas, o preço mais lucrativo e a colocação mais estratégica dos pratos no cardápio. Uma forma de garantir os lucros, especialmente nesta época de grande concorrência. Já falamos sobre isso em outro artigo, se quiser saber mais, leia aqui.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Show Cooking

Os clientes de hoje procuram não só comer algo gostoso em um restaurante, mas também querem saber mais sobre os produtos, a preparação das receitas e as mãos que estão por trás delas. Com este interesse gastronômico, surgiu o show cooking, um espetáculo culinário de pequeno formato, no qual os cozinheiros fazem sua magia na frente dos clientes, em balcões e cozinhas abertas, agradando os cinco sentidos. Se quer inovar no seu restaurante, você pode oferecer o show cooking de seus pratos estrela, certamente surpreenderá seus clientes de forma positiva.

Superfoods – Superalimentos

Estão agora por todo lado. Eles ganharam fama por suas propriedades que fazem bem à saúde, pois são alimentos ricos em fitonutrientes, gorduras saudáveis, vitaminas, minerais, antioxidantes etc. Eles chegaram para ficar e são usados para preparar pratos que conquistam os foodies mais saudáveis. Quinoa, couve, sementes de chia, bagas de goji, açafrão, espirulina, maca e cacau são alguns dos superalimentos mais procurados. Levá-los em consideração na preparação dos seus pratos também será muito estratégico na gestão do seu restaurante.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Trashcooking

Outra tendência crescente é a de aproveitar ao máximo o estoque e usar cascas, vísceras e outras partes que tendem a ser jogadas fora na preparação dos pratos. Uma forma criativa de aproveitar o investimento, fazer a reciclagem e evitar o desperdício desnecessário na cozinha. Os restaurantes que aplicam a técnica de trashcooking divulgam essa prática aos seus clientes, porque é uma forma de demonstrar a consciência e a responsabilidade social do negócio. É possível obter resultados deliciosos e ainda cuidar do planeta. Já experimentou?

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Veggie – vegano

O movimento veggie ou vegano também chega aos restaurantes. Aumenta o número de clientes que não consomem alimentos de origem animal, como carne de qualquer espécie, ovos, leite ou mel, e os restaurantes que adaptam os seus cardápios para atendê-los. Mas cuidado, nada de receitas chatas e sem graça. Os pratos veggie podem ser gourmet e até divertidos, e é assim que um restaurante pode atrair esses clientes. Os pratos com tofu, soja, legumes, frutas secas e cereais são os mais preparados.

TheFork geståo de restaurantes - restauraçao moderna - O sector de restaurantes moderno de la A a la Z

Z (geração)

A geração Z é composta pelas pessoas nascidas a partir de meados dos anos 1990 e no novo milênio, de modo que são o nicho de clientes que, em idade, vêm depois dos millenials. São adolescentes e jovens adultos que convivem naturalmente com a tecnologia , de modo que os restaurantes que desenvolvem estratégias de marketing como o pagamento com curtidas nas redes sociais, cardápios digitais, louça e iluminação especial para fazer fotos que fiquem bem no Instagram com certeza terão esses clientes em suas mesas. Ah! e, claro, algo imprescindível para agradá=los: Oferecer conexão Wi-Fi gratuita.

Assim, completamos nosso dicionário de termos do setor de restaurantes moderno de A a Z e esperamos que você e sua equipe estejam totalmente atualizados. A gestão de restaurantes está cada vez mais exigente, há cada vez mais tendências e novos hábitos de consumo, portanto, manter-se atualizado é essencial. Se perdeu a primeira parte, clique aqui.

E lembre-se: no TheFork, temos ferramentas muito úteis para que você possa se adaptar da melhor forma possível a esses desafios. Se você ainda não faz parte da nossa plataforma, clique aqui e dê início a uma nova era em seu restaurante.

Fale connosco Partilhe a sua experiência e a sua opinião connosco preenchendo o formulário abaixo. A sua avaliação interessa-nos.

Outros artigos que lhe poderão interessar

Mais de 50 000 trabalham com o TheFork - Experimente sem compromisso -