A imagem gráfica é um dos elementos essenciais em marketing de restaurantes, pois tem uma influência direta na decisão de compra dos clientes. É por isso que na altura de construir o branding e a personalidade de qualquer negócio de restauração, é necessário desenvolver uma imagem gráfica que proporcione uma identidade forte do restaurante, mostrando claramente o que é, os seus valores e a sua história e que tenha impacto emocional nos clientes, fazendo com que estes se sintam uma ligação à marca que seja forte o suficiente para descartar as restantes ofertas gastronómicas.

Sim, a melhor imagem gráfica de um restaurante, é aquela que cativa os clientes, que se mantém no tempo e que evolui.

Nesta ocasião, falamos da receita para criar esta imagem gráfica perfeita. Ligue o forno, ponha as luvas e ação:

Os 3 passos prévios

1 – Definir os valores do restaurante

Um primeiro passo é ter os valores da marca muito bem definidos, a sua razão de ser, o que motiva a equipa a abrir o negócio todos os dias, já que nestes está a marca que os distinguirá da concorrência e a mensagem a projetar. Cada negócio tem o seu “adn” e deste surgirá uma imagem gráfica única. Pense o quão diferentes seriam as cores, as fotografias, e os elementos gráficos destes dois negócios:

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantesRestaurante de cozinha caseira cujos valores são a utilização de ingredientes locais, os sabores naturais, a alegria e a família.

.

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantesRestaurante de cozinha criativa e fusão, cujos valores são a experimentação, a vanguarda e a inovação.

.

2 – Definir o potencial cliente

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantesConsiderando o mesmo exemplo anterior… Quão diferentes seriam os clientes que se sentam nas mesas de ambos os restaurantes? Certamente bastante. Pois para os conquistar, é necessário criar uma imagem gráfica que encaixe com as motivações e o estilo de vida de cada nicho destes clientes. Como encontrar este perfil?

Encontrará a resposta neste artigo.

3 – Definir a linguagem e o estilo

Já tendo conhecimento dos valores do restaurante e das características do potencial cliente, o terceiro passo seria estabelecer a linguagem e o estilo que será utilizado para transmitir a mensagem. Direto, claro, simples, subtil, fácil, natural, zen, minimalista, impactante, enérgico, criativo, abstrato, aspiracional… Existem tantas formas de expressão! E o interessante é que todas têm efeitos diferentes.

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantesUma forma divertida e enriquecedora de encontrar todas estas características, é realizar um brainstorming com toda a equipa do restaurante, para compreender como é a vossa voz, o vosso tom, o vosso espírito e assim poder refleti-lo por fim na vossa imagem gráfica.

Definidos estes aspetos, continuamos com a preparação:

Ingredientes básicos

O logo

É a base do marketing de qualquer restaurante, omnipresente e imprescindível. Neste sentido, é recomendável ter um logo principal, que identifique o restaurante de forma geral e também contar com variações do mesmo logo, que possam ser adaptadas às diversas comunicações. No caso de TheFork, por exemplo, pode observar o nosso logo principal e na variação que também usamos para falarmos da nossa marca: Clique aqui para ler mais sobre o tema e saber como poderá criar o melhor logo para o seu negócio.

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantes

A tipografia

Dentro da mesma linha, também é recomendável ter uma tipografia principal e uma ou duas secundárias, que tenham diferentes pesos e corpos que se complementem. Isto também ajuda a organizar a informação e a poder estabelecer diferentes hierarquias nos textos. A fonte principal costuma ser utilizada para o nome do negócio, frases destacadas, títulos, e as secundárias para slogans, frases de promoção, descrições de produto, etc. Quanto mais compreensíveis forem, melhor, especialmente a tipografia que será utilizada nos meios digitais como a web, onde é imprescindível facilitar a navegação dos utilizadores.

As cores

O natural é contar com uma palete de várias cores, que serão a base de toda a imagem gráfica. Como nos casos anteriores, é ideal estabelecer uma cor principal e cores secundárias, que possam ser variações de tons da mesma cor e/ou cores complementares diferentes. De facto, se para além de cada cor, esta for utilizada com um objetivo comunicacional segundo o efeito que gera, então será top. Há cores como o verde ou o azul que transmitem confiança e segurança, e que funcionam muito bem quando se trata de ofertas e promoções. Outras como o laranja e o amarelo que abrem o apetite, e que funcionam para falar da oferta gastronómica, por exemplo.

O ingrediente especial

As fotografias

Os clientes comem primeiro com os olhos, assim sendo as fotografias são uma parte fundamental da imagem gráfica de qualquer restaurante. Neste sentido, é importante ter fotografias de diferentes aspetos do negócio, e se possível, realizadas de forma profissional e de acordo com a linguagem e estilo que foi definido previamente. Regra geral, é básico ter fotografias de:

  • Local vazio e com clientes.
  • Toda a oferta gastronómica empratada.
  • A preparação na cozinha.
  • O pessoal nas suas diversas facetas.
  • Atividades e eventos
  • Os clientes a desfrutarem da experiência no restaurante.

Também é natural gerar imagens e vídeos de forma espontânea, desde telemóveis e câmaras da equipa, para o marketing digital. O importante será que todos tenham muito claro o manual de estilo gráfico, e que saibam que tipo de imagens representam ou não o negócio, para que haja uma uniformidade.

Por exemplo:

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantes

O toque secreto: imagem atual

A era digital, deu uma volta de 180º à concorrência em restauração. A internet tornou visível e acessível para os clientes, todas as ofertas gastronómicas disponíveis, o que representa um grande desafio para os restaurantes na altura de se destacarem. É por isso que a imagem gráfica se converteu na ferramenta fundamental para o conseguir.

Com todo este boom, também mudaram as tendências na imagem gráfica da indústria alimentar. Graças aos meios digitais, os clientes agora são foodies e apaixonados do bem comer, informam-se e sabem mais que nunca sobre alimentação. Isto fez com que os valores associados a comer fora de casa, estejam a mudar.

Antes para atrair clientes, as imagens simples, sem um sentido estético, de pratos cheios de comida e de guisados carregados de calorias, eram o anzol.

TheFork Crie a melhor imagem gráfica em marketing de restaurantesHoje em dia, as fotografias em gastronomia viraram-se para um estilo vibrante, cheio de luz, com a desfocagem como elemento de design, assim como as superfícies naturais como a madeira e a pedra, de forma a destacarem os alimentos. E quanto mais fresca e refrescante for a imagem do restaurante, mais clientes terminam sentados nas suas mesas.

Uma mudança impressionante, sem dúvida!

Por isso, incentivamo-lo a seguir sempre as tendências que vão surgindo no marketing de restaurantes, monitorizando os milhões de imagens que são partilhadas diariamente nas redes sociais, blogs e páginas dedicadas à gastronomia, pois não há dúvida que uma imagem gráfica atual deve mostrar um estilo de vida, e não apenas os parâmetros tradicionais de comer num restaurante. É o que a experiência está a demonstrar que funciona para se destacar num mercado tão feroz.

O livro da imagem gráfica

Resumindo, deve-se plasmar toda esta informação num livro ou manual da identidade gráfica do restaurante, com todos os parâmetros a cumprir para garantir a coerência. Estabelecer uma imagem de marca demora tempo, já que é necessário que os clientes conheçam, gostem e interajam com essa imagem do restaurante, para que se produza a fidelização. Este livro também é útil quando se querem fazer mudanças, para conhecer o ponto de partida.

Tendo todos estes elementos desenvolvidos, a imagem gráfica será aplicada em todo o storytelling do negócio, decoração, ementa, uniformes, fachada, meios digitais, utensílios, material promocional, papelaria corporativa, etc., para assim atingir os objetivos. Leia também neste artigo, sobre como integrar a imagem gráfica no plano de marketing do seu restaurante.

O prato está servido. Já elaborou esta receita no seu negócio? Esperamos que sim e que os clientes peçam mais!

Outros artigos que lhe poderão interessar

TheFork O menu como ferramenta de marketing de restaurante

Ferramenta TheFork

O menu como ferramenta de marketing de restaurantes

Conselhos

Como fazer um plano de marketing de restaurantes

TheFork O poder do influencer na publicidade de restaurantes

Conselhos

O poder do influencer na publicidade de restaurantes

Fale connosco Partilhe a sua experiência e a sua opinião connosco preenchendo o formulário abaixo. A sua avaliação interessa-nos.

Junte-se aos mais de 40 000   restaurantes já inscritos no TheFork- Experimente o TheFork sem compromisso -