O mundo dos restaurantes sofreu uma mudança impressionante. Da mesma forma, a terminologia usada pelos empresários do setor de restaurantes e por clientes cresceu e se tornou mais variada na hora de falar da gastronomia moderna. Hoje, trazemos a primeira parte de um modesto dicionário, reunindo alguns dos termos mais falados na gestão de restaurantes. Continue lendo e comprove se o seu negócio está atualizado.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Ads

É a abreviação de “advertising”, que significa publicidade ou propaganda em inglês. No setor de restaurantes, é um termo associado a plataformas digitais, onde os restaurantes realizam as suas estratégias de marketing. Facebook Ads, para atrair os clientes que usam esta rede social, Google Ads ou Adwords, para fazer propaganda em produtos do Google e, claro, TripAdvisor Ads, para se destacar em buscas de restaurantes de milhões de viajantes.

Alergênicos

São substâncias que podem estar presentes nos alimentos e que causan reações alérgicas a alguns clientes. A verdade é que, de uns anos para cá, em algumas partes do mundo, é obrigatório informar aos clientes dos restaurantes sobre os alergênicos presentes nos pratos feitos com produtos como leite, mariscos, soja, amendoim, para prevenir qualquer acidente durante a experiência gastronômica.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Branding

Antes, na gestão de restaurantes, bastava ter um logotipo e certos elementos gráficos para fazer a publicidade do negócio. Hoje, o restaurante é uma marca à qual se aplicam estratégias de imagen e comunicação para se destacar da concorrência e se conectar mais profundamente com os clientes. Branding é o termo do marketing que faz referência ao processo de construção das marcas, neste caso, dos restaurantes.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Cronut

É a maneira como os clientes atuais chamam um novo produti de padaria que é metade croissant, metade donut. Uma bomba doce originária de Nova York que está se alastrando especialmente nas redes sociais, onde proliferam imagens de cronuts. Parte das tendências de 2017.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Dog friendly

É uma estratégia para atrair e fidelizar os clientes com cachorros. Trata-se de dar as boas vindas aos peludos no restaurante e até mesmo ter oferta para eles. Tigelas com água, biscoitos e outras delícias caninas. A idea é abrir um espacio para os clientes que gostam de compartilhar sua vida social com seus cachorros e dar a eles a possibilidade de acompanhá-los ao comer fora de casa. Se esse é o seu caso, lembre-se de anunciar com cartazes em seu negócio e em toda a publicidade on-line.

3D

A comida 3D é o furor da gastronomia atual. Consiste em alimentos preparados em uma impressora, que analisa e copia a forma dos alimentos e os reproduz com ingredientes colocados nos cartuchos de impressão. Com produtos não sólidos, estas impressoras criam comida de qualidade e saudáveis mais rapidamente que a forma de preparo tradicional.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Eco / ecológicos

Com o boom da alimentação saudável, hoje se cozinha eco. Isso quer dizer que sã utilizados alimentos que não têm nenhum tipo de intervenção artificial, como pesticidas, fertilizantes químicos ou herbicidas. Com este conceito, cada vez mais clientes buscam comer de forma ecológica e, claro, a cada dia aumentam os restaurantes cujos alimentos são feitos com esses produtos.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Flexitarianismo

Dentro da alimentação vegetariana (não consumir carne animal), tem surgido uma tendência de comer com mais flexibilidade e incluir na dieta certos produtos, como peixe. Nesse sentido, há restaurantes flexitarianos cuja oferta gastronômica é baseada na alimentação vegetal, mas que também incluem pratos com certas carnes e ovos, por exemplo.

Finger Food

Outra tendência que chegou para ficar é a de servir alimentos de pequeno formato e que possam ser comidos com as mãos. Tapas, porções, canapés e aperitivos criados para vários clientes que também desejam compartilhar e comer entre todos. São servidas de diversas maneiras, em cumbucas ou copinhos, por exemplo, sendo uma opção muito prática para os restaurantes, pois se encaixam a qualquer modelo de negócio do setor de restaurantes.

Foodies

É a definição de entusiastas da gastronomia, gourmets hedonistas que estão atualizados com todas as tendências, técnicas e inovação culinária mundial. Os verdadeiros amantes da boa mesa, que preparam receitas, vivem experiências gastronômicas, pesquisam, deixam críticas e, acima de tudo, compartilham conteúdo nos canais digitais. Representam um novo nicho de clientes potenciais para a gestão de restaurantes.

Food truck

A cozinha móvel se tornou um dos recursos para atrair clientes e aumentar os lucros dos restaurantes.  Ter uma van/ food truck em feiras e eventos, com versões de rua da oferta gastronômica, mas com a mesma qualidade, e oferecê-las a um público mais diverso, tornou-se uma forma eficaz de divulgar a marca do restaurante. Um modelo de negócios relativamente lucrativo, com uma estrutura física mais simples do que as instalações em local fixo, bem como a produção de alimentos e a manutenção da van.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Glúten

É um dos termos mais difundidos ultimamente em restaurantes em todo o mundo e se refere a uma propriedade de certos cereais que produz intolerância em alguns clientes, que devem ter cuidado para não consumi-los por causa dos efeitos adversos para sua saúde. A verdade é que o número de pessoas intolerantes ao glúten (celíacos) tem crescido, e cada vez mais clientes estão chegando aos restaurantes com essas características. Por isso, muitos negócios do setor de restaurantes adaptaram suas cozinhas para preparar alimentos sem glúten, adequados para esses clientes.

TheFork - Gestão de restaurantes de A a Z, dicionário de gastronomia moderna

Healthy

O estilo de vida saudável (healthy, em inglês) é cada vez mais comum, e os restaurantes também se adaptam a ele. Portanto, não é mais estranho encontrar essa palavra tanto em letreiros, cartas e publicidade dos restaurantes que aderiram a essa tendência, oferecendo comida preparada com produtos orgânicos, por exemplo, ou com modos de fazer mais artesanais, ou simplesmente pratos mais nutritivos e igualmente saborosos. Ser um restaurante saudável efetivamente ajuda a ter mais clientes.

TheFork gestão de restaurantes Den moderne restaurant fra A til Z

Influencers gastronômicos

São personalidades com um grande número de seguidores e interação em canais digitais, especializados no mundo gastronômico e que representam uma grande oportunidade de divulgação para os restaurantes. Viajantes, jornalistas, foodies, fotógrafos e especialistas culinários, que criam conteúdo sobre esses temas e são consumidos por milhares e, em alguns casos, milhões de seguidores. Por esse motivo, alguns restaurantes fazem acordos com esses influenciadores para divulgar o negócio neste nicho de clientes potenciais.

Há algum termo que você não conhecia? Esta compilação foi útil? Esperamos que sim! Fique ligado para ler o próximo artigo com a segunda parte deste dicionário do setor de restaurantes moderno de A a Z. Não perca!