Descubra as tendências gastronómicas de 2020 para o seu restaurante

6 Fevereiro 2020
principais tendências gastronómicas

Descubra as tendências gastronómicas de 2020 para o seu restaurante

Para começar bem o ano 2020, o TheFork e a NellyRodi uniram esforços para revelar as 6 principais tendências alimentares do ano, extraídas de 3 grandes movimentos gastronómicos que irão revolucionar o que está nos nossos pratos em 2020: #foodmood, #foodcool e #foodgood.

Comer bem tem-se tornado cada vez mais importante na sociedade atual e há cada vez mais clientes a questionar-se quando fazem reservas em restaurantes. Já não é apenas uma questão de satisfazer uma necessidade primária de sobrevivência: os nossos comportamentos alimentares desempenham um papel na nutrição da nossa alma, mente e coração e, ao mesmo tempo, não queremos perturbar ninguém à nossa volta, em especial o nosso planeta.

#FoodMood

Os seus e as suas clientes estão cada vez mais sensíveis à ideia de que o bem-estar está relacionado com o que comemos – a comida está a tornar-se a chave para nos sentirmos bem e para nos tornarmos melhores. Já há mais de 65 mil publicações no Instagram com a hashtag #mindfood, muitas vezes ao lado do #powerofpositivity. 

 A Tendência MindFood

A tendência #mindfood realça o papel emocional que os alimentos desempenham no nosso dia a dia. As pessoas estão agora interessadas nos benefícios que a nossa dieta nos pode proporcionar para além dos aspetos puramente funcionais, bem como nas sinergias que existem entre o nosso estado de espírito atual e os alimentos mais adequados para o enfrentar. 

Os restaurantes estão a começar a levar em conta o estado de espírito dos seus e das suas clientes nos seus pratos de forma mais rotineira, de modo a oferecerem pratos que respondam às suas necessidades emocionais em qualquer momento, indo muito além das opções de detox ou sem glúten.

Alguns restaurantes que estão a seguir esta tendência:

  • Millimeter Milligram Black Boudha em Seul

  • The Souls philosophy em Copenhaga

  • Grow Healthy em Portugal

#FoodGood

Os consumidores e as consumidoras estão a operar uma verdadeira mudança na indústria da restauração, apelando para que esta seja mais sustentável, mais ética, moderna e positiva. A responsabilidade social e o envolvimento da comunidade estão no centro das prioridades atuais.

A Tendência da Alimentação Sustentável

Em resposta a uma economia linear atormentada por desperdícios, poluição e danos ambientais generalizados, as abordagens éticas à cozinha e aos alimentos estão a tornar-se cada vez mais populares.

Perante consumidores/as altamente conscientes socialmente, os/as chefs estão agora a abrir as suas cozinhas e a ser cada vez mais transparentes sobre a origem dos seus produtos. Reduzir, reciclar, reutilizar.

Este é o mantra por detrás de alguns restaurantes, como o "Hunter Gatherer Manifesto" em Xangai e o bar com desperdício zero "Nine Lives" em Londres, inspirado no restaurante "Sillo" na Austrália e no "Zero Waste Bistro" em Nova Iorque, um restaurante pop-up feito de caixas de bebidas e plásticos reciclados.

A Tendência Foodtech & Smart Eating

O setor da foodtech (tecnologia alimentar) cresceu 43% em todo o mundo em 2018 (fonte: AgFunder). Para 70% da população francesa, a tecnologia tem agora um lugar à mesa. Empregados de mesa robôs em vários restaurantes japoneses, como o "Sushi Sun Magliana" em Roma, já nem sequer são uma surpresa.  

Até 2023, estima-se que o mercado de aplicações móveis valerá mais de 16 milhões de euros (Allied Market Research) e que a monitorização pessoal e os exames clínicos conhecerão um boom sem precedentes.

O garfo eletrónico "Hapifork", que monitoriza os hábitos alimentares e vibra quando se come demasiado depressa, está muito na vanguarda desta tendência.

Há também outras inovações, como, por exemplo, o sistema Winnow, que utiliza uma balança inteligente e uma câmara para medir a quantidade e o tipo de comida deitada fora pelos restaurantes. Os/as funcionários/as podem então indicar as razões pelas quais a comida foi deitada fora (erro na cozinha, prato inacabado, etc.). A análise cuidadosa destes dados permite tomar medidas determinantes para reduzir o desperdício alimentar.

Um restaurante e um conceito a seguir esta tendência:

·        Reaturante Pharmacy 2, de Damien Hirst, em Londres

#FoodCool

Mas quando se fala de comida, não se trata apenas de ética e bem-estar: o cenário da restauração em 2020 vai reinventar-se, construindo pontes entre a criatividade gastronómica e a arte, a estética e a moda. Pode esperar uma verdadeira explosão neste setor, que já está efervescente.

A Tendência Food Club

Com as rebeliões contra a maré dos movimentos generalizados da alimentação saudável #healthyfood, as pessoas anseiam por um sentimento de pertencer a uma comunidade que partilha das mesmas paixões, bem como programas de fidelização altamente personalizados, os clubes gastronómicos estão em ascensão e a tornar-se extremamente populares.

Há um desejo crescente de romper com a corrente dominante e, por vezes, até de exibir um comportamento não conformista.

Basta olhar para o clube "Filles à Côtelettes" (Raparidas das Costeletas) para os amantes da carne e o "Chokola Club" apenas para rebeldes, #rebelsonly.

Portanto, tenha em mente esta tendência ao planear o seu menu sazonal, pois há (ainda) algo para todos e todas!

A Tendência Food Entertainement

Bem-vindo/a à era da post-foodporn. Para surpreender os e as clientes num mundo repleto de Instagram, as experiências gastronómicas estão a impulsionar os sentidos através da realidade virtual e da ASMR (resposta sensorial autónoma do meridiano).

A experiência gastronómica desperta todos os nossos sentidos numa viagem requintada de descoberta, quase orgástica, desde a comida no prato até ao próprio restaurante!

O hotel e restaurante "Intercontinental Shanghai Wonderland", que, na verdade, está localizado abaixo do nível do mar, transforma o seu jantar numa experiência única, sensual e inesquecível de imersão.

Alguns restaurantes que estão a seguir esta tendência:

●          O Chef Francês Paul Pairet (Jurado do Top Chef 2020) e o seu restaurante UltraViolet em Xangai

●          O restaurante sueco The Alchemist “debaixo da cúpula” situado num planetário e fetido pelo Chef Rasmus Munk

●          Hotel e restaurante Svart na Noruega, o primeiro restaurante do mundo com uma pegada energética positiva em 2021

6 Delícias Gastronómicas

Visual, estética, criativa, sensorial, artística, a comida é um verdadeiro parque de diversões onde as regras da cozinha clássica são profundamente desafiadas! 25% das pessoas em França são tentadas por restaurantes mais criativos, seja visualmente ou a nível de sabor, que utilizem insetos, pratos fluorescentes ou outros conceitos incomuns.

Entregue-se ao mundo infinito da criatividade gastronómica! Atreva-se a destacar-se da multidão, leve o seu conceito de restaurante ao limite e torne-se líder local/global, deixe a sua visão da comida falar por si e reescreva as regras.

Alguns restaurantes que estão a seguir esta tendência:

·        Banana Haruki_IG na Coreia

·        ON NOM kitchen , em Melbourne, com um menu apenas constituído por sobremesas

·      milk bar de Christina Tosi

9 ideias inspiradoras para o seu restaurante em 2020

1 – Ervas aromáticas

A cidreira tem propriedades relaxantes e digestivas e foi historicamente muito apreciada na corte de Luís XIV sob a forma de licor de cidreira, encontrando-se novamente a ganhar popularidade. Em cocktails, infusões herbais, sobremesas ou sopas, chefs, barmen e barmaids apreciam-na muito para surpreenderem os seus e as suas clientes – e, quem sabe, a si?

2 – Alcaçuz, um sabor retro

A Antésite, uma bebida licorosa à base de alcaçuz criada em 1898, é bebida definitiva para o bem-estar e está a ganhar um nova vida em 2020. Porquê? Porque é feita com ingredientes 100% naturais, não tem corantes nem aditivos, e, quando misturada com água, é perfeita para saciar a sede das pessoas apaixonadas por alcaçuz ou nostálgicas pelos doces ou pelos pauzinhos de alcaçuz.

3 – Utilização de variedades antigas ou tradicionais de trigo

Como resposta à intolerância ao glúten e ao desejo de produzir pão numa escala não industrial, há farinhas tradicionais/utilizadas antigamente que estão a voltar às padarias, bem como a hotéis de luxo como o Bristol Paris, que vão ao ponto de instalar um moinho na sua cave para produzir farinha e pão 100% naturais.

Tremoço, a próxima grande tendência em aperitivos?

Seguindo a tendência de petiscos à moda antiga, os tremoços estão a aparecer em aperitivos e em saladas – surpreendentemente, estas pequenas pepitas douradas têm tanta proteína como a carne vermelha.

5 – Comida reconfortante como a que a avó fazia

Nada vai encantar mais os seus e as suas clientes do que bons pratos à moda antiga, sinónimo de boas recordações de infância, como bolo de iogurte com cobertura de chocolate, tarte de fruta com massa quebrada caseira, cozidos pesados e deliciosos, massa com queijo gratinado, etc. 

6 – Temperar a gosto

Coloque alguma variedade de especiarias em cada mesa, não apenas porque ser visualmente apelativo, mas porque assim os seus e as suas clientes podem temperar os pratos de acordo com as suas preferências.

7 – Ingredientes invulgares

Leite fermentado com tâmaras gourmet Déglet Nour, folhas de pandano, alface aspargo, cogumelos chaga e tantos outros ingredientes com os quais pode não estar familiarizado/a, mas que logo aparecerão nos nossos pratos para surpreender o seu paladar – e porque não aparecerem na sua ementa também?

8 – Carvão vegetal, sésamo e alho negro

O preto é inspirador, até mesmo fascinante, e agora pode ser encontrado nos nossos pratos. Acrescenta intensidade ao pão, aos bolos, gelados, pãezinhos doces e bebidas. Acompanhe a onda desta tendência e deixe o ou a chef fazer maravilhas com carvão vegetal, sésamo preto ou alho negro.

Os novos panoramas gastronómicos internacionais

Apesar de a mais reputada cozinha asiática estar sobretudo associada à China e ao Japão, há novos locais que acompanham as mais recentes tendências, frequentados por uma gama mais específica de clientes: Hong Kong, Xangai, Taiwan, Paris, etc. Esta gastronomia é especialmente conhecida pela sua capacidade de criar conceitos híbridos, como o "Remix Menu" no restaurante parisiense "Tontine", fundado por um jovem chef vietnamita.

No Médio Oriente, a culinária israelita está a ganhar uma enorme popularidade, apoiada por uma geração de chefs israelitas que viajam pelo mundo a mostrar os seus sabores e temperos únicos. Por exemplo, o chef Assaf Granit, nascido em Jerusalém, acaba de abrir o seu segundo restaurante, o "Shabour", em Paris.

Por fim, a Martinica voltou recentemente a estar no centro das atenções graças ao chef Marcel Ravin, que acaba de ganhar a sua primeira estrela, a única estrela obtida por um chef da Martinica. 

 

Ainda não faz parte da nossa comunidade? É o momento perfeito para se juntar a nós. Clique aqui e junte-se ao movimento foodtech, use o botão de reservas nas suas redes sociais e desfrute de uma série de outras funcionalidades que o/a ajudarão a agilizar a gestão do seu restaurante.

*Estudo realizado em dezembro de 2019 com a participação de 305 utilizadores/as do TheFork.   

Metodologia: a metodologia NellyRodi é baseada numa análise detalhada e exaustiva dos e das clientes, da sociedade e das tendências criativas e de marketing, a fim de permitir aos nossos utilizadores e às nossas utilizadoras compreender melhor o mundo em que estão a trabalhar. Para o TheFork, a agência identificou aquelas que se preveem as principais tendências que vão definir novos horizontes na indústria da restauração. Através de investigações informais possibilitadas pelas redes sociais e por uma ênfase especial nas primeiras indicações sobre inovações culinárias, identificámos o que motiva o desejo numa indústria socialmente consciente e com novas energias.   

 

 

 

Descubra o TheFork Manager

Ganhe maior visibilidade online

Aumente a sua taxa de ocupação de mesas

Lute contra a não-comparência

Confie em especialistas da indústria