Como fazer o plano de negócios de um restaurante

24 Setembro 2021
plano de negócios de um restaurante

Embora tenha passado inúmeras horas a planear e a visualizar o seu restaurante, os investidores e outros parceiros comerciais ainda não sabem do que se trata... Esta é a oportunidade de mostrar que tem um plano de acção claro, para iniciar o seu restaurante!

O plano de negócios do restaurante reflecte tudo: desde as suas possibilidades, ao seu potencial, às suas limitações.

É um mapa que nos diz para onde ir e prevê as possibilidades de sucesso. Embora não haja fórmulas para o realizar à risca, há algumas variáveis que são imprescindíveis na altura de fazer o plano de negócios de um restaurante. Aqui tem os passos básicos a seguir para iniciar um restaurante com a melhor projeção para o futuro:

Perfil do negócio / análise inicial

Um primeiro passo lógico é estabelecer detalhadamente as características do restaurante. É a base para depois desenvolver o projeto.

✔️Tipo de negócio que deseja impulsionar: Familiar, tradicional, especializado, um macro restaurante, um franchising, um bistrô pequeno, um bar de petiscos...

✔️Tipo de comida a servir: De mercado, pratos de autor, gastronomia criativa, típica de uma região, internacional, ecológica, vegana...

✔️Perfil do potencial cliente: Mulheres, homens, geração Z, famílias, casais, executivos, turistas, estudantes…

✔️Localização e características: que tipo de zona é, por que razão este espaço é apelativo, que vantagens tem, grande afluência de pessoas ou área tranquila, zona de empresas e escritórios ou bairro de lazer e recreio…

Tendo estes dados definidos poderá saber como é o futuro negócio na sua essência e a partir daí, ir ajustando as suas características para ampliar as suas probabilidades de êxito.

Plano de Negócios do Restaurante

Perfil do sector / análise do mercado

O segundo passo básico seria comprovar como é a concorrência direta e indireta do seu restaurante e como se comporta o mercado geral no qual pretende entrar, especialmente em relação às características do negócio.

✔️Potencial do mercado: A nossa gastronomia é tendência no sector? Ou é um tipo de negócio com muitas saídas económicas? Agrada a diferentes tipos de clientes?

✔️Limitações do mercado: existe uma saturação de restaurantes idênticos ou o poder de compra dos clientes nessa zona é baixo?

✔️Potencial da concorrência: Os futuros concorrentes utilizam produtos de qualidade? Têm preços muito acessíveis? Apresentam uma oferta muito criativa e variada ou uma oferta muito específica e personalizada, boa reputação ou uma trajetória longa na zona?

✔️Limitações da concorrência: Os restaurantes daquela zona oferecem todos os mesmos pratos? Não têm presença digital? Existem queixas frequentes sobre certos pratos, falta de espaço ou decorações pouco confortáveis? Não dispõem de ferramentas tecnológicas para a sua gestão, há atrasos nos serviços, etc?

Com esta análise, poderá incorporar elementos ao perfil inicial do restaurante. Como por exemplo, se detetar que a decoração da maioria da concorrência é pouco atraente, já sabe que será muito estratégico dispor de uma decoração acolhedora e mais moderna.

Também se detetar que no nosso mercado os clientes procuram certos tipos de ingredientes, será ideal incluí-los na sua ementa.

Plano de Negócios do Restaurante

Plano de marketing

Com todas as informações anteriores pode seguir para o passo seguinte, um pouco mais complexo e é o que vai sustentar o restaurante e o seu lançamento. Nesta passo é importante:

✔️Comprovar a capacidade produtiva do restaurante: Deve estabelecer quantos clientes diários poderá atender e quantos serviços irá realizar por dia e por semana, em função do espaço e da capacidade produtiva nesta sua entrada no mercado.

✔️Criar a oferta gastronómica: Agora é altura de desenhar uma ementa deliciosa, atrativa e sobretudo rentável! Nem muito extensa nem muito austera, com os pratos indicados para satisfazer o paladar do potencial cliente. Também deve definir o tipo de ingredientes que utilizará, o nível de qualidade e frescura, o tipo de fornecedor e uma estimativa do custo da realização desta ementa.

✔️Definir a decoração e as instalações: Que tipo de ambiente deseja criar? Aqui é muito importante estabelecer se já dispõe de um local e qual é o seu potencial, ou se tem um espaço vazio que deverá ser reformulado na íntegra. Se pensar em instalações sustentáveis, por exemplo, ou em certo tipo de materiais, deverá estimar o custo desta reforma.

✔️Marcar uma estratégia de comunicação: Que canais utilizará para promover o seu negócio? Que ações faremos para o seu lançamento? Como daremos a conhecer a nossa oferta? Redes sociais, portais especializados, motores de busca, flyers, parcerias com empresas do sector e evidentemente se estas ações serão realizadas por uma agência ou por um profissional de marketing e uma estimativa de quanto será o investimento nestas ações num prazo inicial.

Plano de Negócios do Restaurante

Plano financeiro

Chegámos ao passo mais crucial de um plano de negócios de um restaurante. Implica ter em conta todos os gastos e lucros que projetou do seu negócio. Neste passo estabelecerá o seguinte:

✔️Tipo de empresa: Será uma sociedade ou uma empresa com um certo número de empregados? O dono registar-se-á como trabalhador independente com uma atividade comercial? Como assumirá legalmente o negócio e especialmente que tipo de impostos e contribuições legais deve considerar para somar às suas contas?

✔️Plano de gestão: Neste ponto irá quantificar o número de empregados que irá necessitar para começar, uma estimativa dos salários segundo o mercado, o equipamento necessário, maquinaria, ferramentas, com a melhor projeção para o futuro e os seus custos, assim como as restantes operações para abrir diariamente o restaurante.

✔️Investimento inicial e gastos de arranque: Com todas as informações anteriores, agora pode estabelecer quanto dinheiro necessitará para arrancar e quais serão os seus gastos fixos e variáveis para o período por si estabelecido. É muito importante ter em conta as alterações constantes no sector e qualquer variável que possa desestabilizar o seu plano.

✔️Percentagem de vendas: Aqui irá definir quanto deverá cobrar pela experiência gastronómica e segundo este dado, quantas vendas deve realizar, num período de tempo, para conseguir cobrir em princípio o investimento inicial e os gastos operativos.

✔️Estimativa de rentabilidade. Por fim, com todas estas projeções poderá perceber em que momento da sua linha de tempo, pondo em prática este plano de negócios, começará a ter rentabilidade. O mais importante é que consiga uma ocupação alta e uma boa gestão dos seus custos fixos e variáveis para que os seus lucros sejam contínuos.

Que grande tarefa! Já realizou um plano como este alguma vez?

Tenha em conta que isto é um resumo do mais básico a considerar na altura de fazer o plano de negócios de um restaurante. Um projeto super complexo que evidentemente se estende em função do negócio. De qualquer das formas, esperamos que lhe sirva de guia para arrancar. Até ao infinito e mais além!

Descubra o TheFork Manager

Ganhe maior visibilidade online

Aumente a sua taxa de ocupação de mesas

Lute contra a não-comparência

Confie em especialistas da indústria