Oferecer bons pratos, o serviço ideal, num local acolhedor, com uma boa imagem de marca e com canais digitais ativos, é simplesmente o começo da fórmula de sucesso da restauração atual. Para se destacar da concorrência, é necessário elevar o marketing de restaurantes a um nível superior: a personalização.

Consiste em adaptar a oferta do restaurante às necessidades concretas dos seus potenciais clientes, bem como permitir que participem na criação dos produtos e serviços, para oferecer-lhes exatamente o que procuram e fidelizá-los.

Uma estratégia com uma base bastante científica: Quando ouvimos o nosso nome, por exemplo, são ativadas zonas do nosso cérebro que fazem com que prestemos maior atenção e fiquemos mais predispostos a nos relacionarmos. O mesmo acontece quando somos tratados de forma personalizada, já que nos sentimos especiais e reconhecidos, o que afeta as nossas decisões de compra.

O desafio atual no marketing de restaurantes consiste em aplicar a personalização de forma sistemática a fim de Experimente! Você e a sua equipa poderão começar a experimentar chamando o cliente pelo seu nome e tratando de forma personalizada os seus potenciais clientes. Irá reparar na mudança!

TheFork A personalização no marketing de restaurantes

Como aplicar a personalização no marketing do seu restaurante

Um passo fundamental para oferecer um tratamento personalizado consiste em conhecer os seus clientes. Assim, deve ter como princípio certificar-se de que o perfil do seu potencial cliente está bem definido para saber como satisfazê-lo.

Uma vez definido, há diversas formas de aplicar a personalização.

O tipo de pratos

O tipo de pratos constitui um dos elementos mais personalizáveis do restaurante. Neste sentido, pode estabelecer uma base das suas receitas mais populares e, em função do gosto dos seus potenciais clientes, oferecer várias opções de ingredientes para que possam completá-las.

Há cada vez mais hamburguerias, por exemplo, em que os clientes podem escolher o tipo de pão, a carne e outros complementos para criar o seu hambúrguer perfeito. Por outro lado, crescem também os estabelecimentos de filosofia saudável, em que a personalização é a protagonista, pois os clientes necessitam de deter o maior controlo da qualidade do que comem. Se aliarmos ambas as tendências, encontramos um restaurante como o Big Ferdinand em Paris, cujo slogan é: O atelier do hambúrguer.

Efetivamente, o seu prato principal é o hambúrguer, os seus produtos são de proximidade e de fabrico artesanal, têm opções para celíacos, especialidades vegetarianas e, como é evidente, os seus clientes podem criar os seus hambúrgueres à vontade de cada um. Todo um exemplo de personalização atual.

TheFork A personalização no marketing de restaurantes

Imagen: Big Ferdinand web

Além das hamburguerias, poderíamos afirmar que a personalização pode aplicar-se, de uma maneira geral, a qualquer oferta gastronómica. Há restaurantes que oferecem uma ampla opção de produtos para que os clientes possam compor as suas saladas à sua vontade, ou escolher o molho da sua sobremesa com base em três opções (chocolate, caramelo e frutos vermelhos), por exemplo. Inclusivamente restaurantes asiáticos, em que os clientes escolhem os ingredientes para criar os seus “rolls”.

E, para acertar em cheio no gosto dos seus clientes, poderá consultá-los através das redes sociais, o que irá ajudá-lo a conhecer os seus produtos favoritos e elaborar as suas estratégias de personalização dos pratos com base nos mesmos. Assim, poderá garantir a inexistência de equívocos confecionando algo que de certeza não irá agradar.

Decoração

Outro elemento personalizável é a decoração. Como a estratégia que foi aplicada no restaurante Les Frères Toqués em Nantes, que convidou os seus clientes a enviarem postais das suas viagens para serem utilizados na remodelação das casas de banho. Os vencedores desfrutariam de bebidas gratuitas na sua próxima visita e, como é evidente, da satisfação de ver algo seu na formação do estabelecimento. Um efeito de marketing de restaurantes que é, sem dúvida, muito poderoso.

TheFork A personalização no marketing de restaurantes

Imagen: Les Frères Toqués web

Serviço personalizado nas redes sociais

Responder aos comentários dos clientes de forma personalizada e em tom familiar também é fundamental. O ideal é que possa realizar uma pequena investigação antes de responder aos comentários e dúvidas dos clientes que tenham estado no estabelecimento. É um trabalho árduo? Provavelmente sim, mas os resultados não se farão esperar.

O segredo consiste em ser constante e aplicar a personalização em todos os canais digitais.

No caso de receber e-mails ou mensagens privadas, a personalização é ainda mais direta e simples graças ao ambiente privado. Poderá conversar com os clientes de uma forma mais natural e próxima.

Pode ainda personalizar as suas newsletters. Poderá segmentar grupos de clientes com preferências semelhantes para enviar-lhes conteúdos personalizados. Por exemplo, uma promoção das suas últimas saladas aos clientes aderentes de um estilo de vida saudável ou dos pratos sem glúten aos seus clientes celíacos, ou convites para o seu próximo evento de música em direto aos seus clientes da geração Milénio, utilizando ainda uma linguagem adaptada aos mesmos.

Base de dados

Uma ferramenta imprescindível para a personalização é a base de dados, a bíblia do restaurante, já que contém as informações de todos os clientes que se sentam às suas mesas. A base de dados é um dos tesouros mais preciosos e, no contexto da personalização, poderá utilizá-la para:

  • Registar todas as informações dos clientes. Graças a estes dados, não só poderá chamar os clientes pelo nome, como conhecer as suas preferências a fim de lhes proporcionar exatamente aquilo que os deixa satisfeitos.
  • Prestar um melhor atendimento aos grupos. Os pratos dos grupos numerosos constituem uma boa oportunidade de vendas para os restaurantes, mas causam stress a estes clientes, já que implicam uma maior organização. Utilizando a informação da ficha destes grupos, poderá tornar as suas festas fáceis e convenientes, oferecendo-lhes os pratos que sempre pedem e chamando-os pelos seus nomes, como é evidente!
  • Realizar promoções à medida. Ao analisar os gostos em comum de todas as suas fichas de clientes, poderá detetar padrões de consumo e oferecer-lhes promoções personalizadas. Se a maioria dos seus clientes gosta da cerveja artesanal presente na ementa, fará todo o sentido oferecer-lhes uma promoção que inclua este produto, pois sentirão que foi feita a pensar neles.

No TheFork, contamos com um software de gestão de restaurantes com uma base de dados que lhe permite realizar todas as ações que explicámos. Clique aqui para instalar TheFork Manager na sua empresa, caso ainda não o tenha feito.

Decididamente, lembre-se de que tudo é uma questão de se colocar no lugar do cliente. Ou pensa que não seria muito tentador receber um e-mail de um restaurante com uma promoção que incluísse os seus pratos favoritos? É claro que sim!

Outros artigos que lhe poderão interessar

TheFork - turismo gastronómico

Conselhos

Junte-se ao boom do turismo gastronómico

TheFork 5 truques de marketing de restaurantes para aplicar no momento de apresentar a conta

Conselhos

5 truques de marketing para aplicar no momento de apresentar a conta

Conselhos

Atrair clientes com os concursos nas redes sociais

Fale connosco Partilhe a sua experiência e a sua opinião connosco preenchendo o formulário abaixo. A sua avaliação interessa-nos.

Junte-se aos mais de 40 000   restaurantes já inscritos no TheFork- Experimente o TheFork sem compromisso -